Mai 28

Casa dos Pobres recebe doações de alunos e professores

CASA DOS POBRES 2Uma aula fora de sala, e não foi de matemática, nem português. A lição era cidadania. Durante a classe de Ensino Religioso, um projeto chamado “Escola Solidária” foi criado, com o objetivo de incentivar os alunos do Colégio Canadá a arrecadarem doações. Alunos e professores reuniram mais de 270 litros de leite. Para a instituição, a visita dos estudantes é uma troca de experiências. E hoje, aniversário da entidade, receber o carinho desses jovens é mais um motivo para comemorar, entre conversas, brincadeiras, música e mais um aprendizado para a vida. E os alunos tiraram nota dez quando o assunto é cuidar do próximo. Hoje a Casa dos Pobres São Vicente de Paulo conta com uma equipe de profissionais para cuidar e melhorar a vida de 160 idosos e especiais. E quem não puder ajudar financeiramente, pode fazer a diferença doando amor.

Mai 28

Desafios da Indústria parte 2

DESAFIOS DA INDUSTRIADécada de 50 no Brasil. Época de euforia no futebol, na política e na economia, cenário que não era diferente em Nova Friburgo. Enquanto a cidade recebia novos moradores que buscavam melhores condições de vida, bairros como Ypu e Olaria cresciam ao redor das fábricas que expandiam suas produções. Outras indústrias começavam a se estabelecer e a gerar postos de trabalho. A manufatura de autopeças também ganhou fôlego com a formação do polo metal mecânico. 30 anos atrás, o município chegou a ser o 2º maior fabricante de peças para a indústria automobilística, atrás apenas do ABC Paulista.

Pujança produtiva que saiu dos trilhos. A partir de meados dos anos 80, o setor mais atingido foi o têxtil e um dos maiores símbolos dessa decadência é a Ypu. A fábrica chegou a ter 1400 funcionários naquele período, quando começaram as demissões e o seu declínio. Muitos deles aguardam através de processos na justiça, receber salários e direitos trabalhistas devidos até hoje.

Os empregos perdidos dificultaram a vida dos friburguenses e a recessão afetou os cofres públicos. Apesar disso, o polo de metalurgia ainda continua como um dos mais importantes do país, principalmente na fabricação de fechaduras e cadeados, onde fica em primeiro lugar. Assim como as confecções que cresceram rapidamente e que hoje são mais de mil espalhadas pela cidade.

Apesar de ainda ter significativa importância dentro da economia do município, o peso da indústria vem diminuindo, o que lança um desafio para o futuro.

As empresas pagam duas principais taxas: o ISS, Imposto Sobre Produtos Industrializados, que vai para o Governo Federal, e o ICMS, Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços, que vai para o Estado. Este último tem um peso de 19% em cima do faturamento, taxa bem acima de municípios vizinhos. A inclusão de Nova Friburgo entre as cidades com taxação mais baixa vem sendo debatida na ALERJ e pode ser uma ajuda para a economia local.

Este industrial afirma que uma outra questão que tem um peso importante nos custos é o transporte devido a posição geográfica da cidade, mas ele ressalta que existem fatores bastante favoráveis para prosperar seu negócio.

Há dois anos foi anunciada a ideia da criação um condomínio industrial na região do 3º distrito. Hoje, o projeto espera uma definição por parte do Governo Federal com relação à construção de um aeroporto no local. Segundo o Secretário de Fazenda Juvenal Condack, a possibilidade estudada atualmente é a de se estabelecer o condomínio num novo terreno na Granja Spinelli, mas ainda sem datas ou prazos definidos.

Instituições como o CODENF e a FIRJAN defendem que o município deve pensar e planejar seu futuro para escapar das dificuldades e melhor aproveitar as oportunidades do presente.

Mai 28

Cia de Dança Coretto se prepara para evento internacional

CORETO 2Em 2011 um grupo de jovens apaixonados pela dança de rua se uniu e chamou atenção de todos com um flash mob. Com o tempo a amizade se fortaleceu, apesar da formação inicial ter mudado.

E as apresentações continuaram. O grupo já enfrentou problemas e chegaram a ser expulsos de alguns lugares. Mas foi no Coreto do Paissandu, um lugar público, que se sentiram a vontade para se reunir. A Companhia já levou o nome de Nova Friburgo para diversos eventos fora da cidade.

No momento o grupo ensaia para participar de outro evento internacional. O Rio H2K, um festival de danças urbanas que reúne no Rio de Janeiro grandes artistas do mundo todo. E 13 participantes seguem se preparando para descer a serra.

O evento dura 4 dias e tem participação de dançarinos e coreógrafos internacionais. Além de workshops, festas, batalhas de dança e muito mais.

Para realizar este sonho e se profissionalizar cada vez mais a Companhia de Dança Coretto conta com ajuda de pessoas e empresas dispostas fazer parte dessa realização. Por isso estão promovendo um evento gratuito.

A apresentação está marcada para os dias 29 e 30, sexta e sábado. De 6 às 7 e de 8 às 9 da noite. A entrada é gratuita e vale apena conferir. Quem estiver disposto a ajudar e não puder ir às apresentações, pode entrar em contato através dos telefones que aparecem abaixo.

(022) 9 9919-2288 / (022) 2528-1015 

Mai 28

Falta de repasses para Universidades Públicas

UNIVERSIDADESNossa equipe esteve agora na sede da UFF e não há movimentação de alunos ou funcionários. Aqui na UERJ o movimento está normal. Ou seja, aparentemente, as unidade ainda não aderiu à greve. O movimento é liderado pelo ANDES, que é o Sindicado Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior e também por algumas Universidades Federais de Ensino. Segundo o Sindicato, o Ministério da Educação afirmou que o corte no setor deve ser de 9 bilhões de reais, o que vai impactar as Universidades. Funcionários e alunos reivindicam seus direitos e as unidades que ainda não aderiram a greve, podem aderir a qualquer momento. 

Artigos mais antigos «